quarta-feira, 18 de abril de 2012

Alavancagem - Parte I



As alavancagens existentes nas estruturas das empresas visam, basicamente, elevar os seus resultados operacionais (lucro operacional) e líquidos (lucro líquido). Neste mesmo sentido, Gitman conceitua alavancagem como sendo o uso de ativos ou recursos com um custo fixo com o fim de aumentar os retornos dos proprietários das empresas.

Existe um forte correlação entre o nível de alavancagem e o risco ao qual a empresa se sujeita: quanto maior o nível de alavancagem, maior o risco e, consequentemente, maior o lucro (ou o prejuízo, caso alavancagem seja desfavorável).

Existem, basicamente, três tipos de alavancagem: Operacional, financeira e total. Na Operacional a empresa faz uso da sua estrutura de custo fixos para alavancar os seus resultados operacionais; Na financeira, a empresa aumenta a participação de recursos de terceiros (empréstimos, financiamentos e debêntures) para obter um maior resultado líquido. Já a alavancagem total, incorpora de forma combinada, como ensina Assaf Neto, o impacto total da estrutura de custos de uma empresa sobre suas decisões operacionais e financeiras, ou seja, é o efeito conjunto da alavancagem operacional e da alavancagem financeira.

Gitman esclarece que os três tipos de alavancagem podem ser definidos mais claramente no que diz respeito à demonstração de resultado de exercício da empresa, conforme figura abaixo apresentada pelo autor:


 
Figura 1 – Formato geral da DRE e tipos de alavancagem
Fonte: Gitman (2002)

Alavancagem Operacional

Como dissemos anteriormente, a alavancagem operacional faz uso da estrutura de custos fixos que, por definição, são aqueles que não sofrem a ação da variação da atividade (vendas) da empresa. Entretanto, mesmo sendo fixos, este tipo de custo pode variar em função do tempo.

Deste modo, a partir de uma estrutura maior de custos fixos, é possível a empresa potencializar o seu lucro operacional, tendo em vista que a margem de contribuição (diferença entre a receita e custo variável) em empresas com este tipo de estrutura é maior.

A efetividade do uso da alavancagem operacional sobre os lucro da empresa é mensurado pelo Grau de Alavancagem Operacional (GAO). O GAO calcula a variação do lucro operacional da empresa com relação à variação no volume de atividades (vendas), podendo ser mensurado pela seguinte fórmula:

GAO = Variação do Lucro operacional / Variação no volume de atividade

Para ilustrar, vamos imaginar duas empresas, A e B, que possuem o mesmo resultado operacional em dado momento, conforme dados abaixo:

                                                            A                                 B

Receita de Vendas                             100                               100
Custo Variável                                    (30)                              (70)
Marge de Contribuição                         70                                 30
Custo Fixo                                          (60)                               (20)
Lucro Operacional                                10                                  10

Imagine que haja um aumento de 20% no volume de vendas das duas empresas:

                                                             A                                  B

Receita de Vendas                              120                                120
Custo Variável                                   (36)                                 (84)
Margem de Contribuição                     84                                    36
Custo Fixo                                         (60)                                  (20)
Lucro Operacional                                24                                    16

Nota-se que a empresa A, por ter uma maior estrutura de custos fixos, passa a ter um lucro operacional maior com o aumento no volume de atividades. Neste caso, aplicando-se a fórmula do GAO, temos que:

                                                             A                                      B

GAO                                           140% / 20%                       60% / 20%
GAO                                                     7                                        3 


Neste caso, para a empresa A, uma variação de 1% nas atividades reflete em 7% de elevação no lucro operacional, ao passo que a mesma elevação para a empresa B, implacta em uma elevação de 3% na empresa B.

No caso de uma diminuição do volume de atividade na mesma proporção, ou seja, 20%, os valores dos GAO´s das empresas ficam inalterados, entretanto, o impacto sobre o resultado operacional é pior para a empresa A que possui uma maior estrutura de custos fixos e um maior risco.

Deste modo, a alavancagem operacional será boa ou ruim, de acordo com o volume de atividade que a empresa efetivamente possua. Se a empresa está em crescimento, com vendas crescentes, a alavancagem operacional irá ajudar esta empresa a ter mais lucros, mas se o volume de atividades cair, o “tiro sai pela culátra” e a empresa terá um prejuízo maior.

Fórmula análitica do GAO

Muitas vezes é necessário fazer uma análise mais profundada da fórmula do GAO, pois nem sempre dispomos das varições do LOP e do volume de atividade. Deste modo, do próprio conceito do GAO, temos que:

GAO = Variação do LOP/ Variação da atividade.

A variação do LOP ocorre apenas da chamada margem de contribuição, ou seja, a diferença entre a receita e o custo variável. Assim, temos que:

GAO = q * (Ru – CVu) / q * (Ru – Cvu) – CF

Esta fórmula pode ainda ser escrita como:

GAO = (RT – CV) / ( RT – CV) - CF

Lembrem-se que estas fórmulas serão usadas quando se conhece a quantidade produzida.

Seguem alguns exemplos:

1 - A partir da DRE abaixo, determine o GAO


 
 Fonte: Mól e Araújo Filho (2008, p.95)


2 ) Uma empresa vende um produto por R$ 50,00 e possui um custo variável unitário de R$ 30,00. Para um custo fixo de R$ 2.000,00, calcule o GAO para uma volume de 300 unidades.


3) O Supermercados Preço Karo tem custos operacionais fixos de R$ 72.000,00 . Custos operacionais variáveis de seu produto é R$ 6,75, e o preço de venda R$ 9,75. Calcule o GAO para 40.000 unidades vendidas.

4) A Empresa KZx, que fabrica instrumentos industriais de precisão, apresenta os seguintes dados:

  • Quantidade Vendida = 100u.
  • Preço de Venda = R$ 45.000,00/u
  • Custos e Despesas Variáveis = 31.000,00
  • Custos e Despesas Fixos = 966.000,00

4.1) Calcule o Grau de de Alavancagem Operacional dessa empresa, caso consiga aumentar a quantidade vendida em 20%, mantendo o mesmo preço unitário do produto.
    4.2) Calcule o GAO desta empresa caso consiga aumentar o as vendas em 30% mantendo o mesmo preço. Compare o GAO obtido no item 4.2 com aquele obtido em 4.1

Nos próximos artigos, será abordada a alavancagem financeira.

Um comentário: